Fantasia de lateral brasileiro causa polêmica em festa de Halloween na Alemanha

O brasileiro Rafinha, jogador do Bayern de Munique, se fantasiou de árabe e tirou foto com um pacote na mão que remetia a uma bomba. Seguidores não curtiram a ‘brincadeira’ e criticaram o lateral em suas redes sociais

O lateral Rafinha e outros jogadores do Bayern durante festa de Halloween. O brasileiro está vestido de árabe (Reprodução/Twitter)

A festa de Halloween é muito tradicional em clubes de futebol fora do Brasil. Algumas equipes da Inglaterra, Espanha, Alemanha e outros países promovem festas para o elenco aparecer fantasiado e se divertir no dia 31 de outubro. Porém, o lateral Rafinha, do Bayern de Munique, causou uma polemica com sua fantasia.

Na festa de ontem à noite em que diversos atletas do Bayern de Munique compareceram, o lateral Rafinha apareceu em uma foto vestido de árabe e segurando um pacote com as inscrições ‘cuidado’ que representaria uma bomba. A ideia não foi bem aceita e muitas pessoas o acusaram de preconceito com o islã.

Após as críticas, o jogador brasileiro apagou a foto de seu Instagram e publicou em suas páginas nas redes sociais (Twitter e Facebook) um pedido de desculpas.

“Halloween é uma celebração assustadora com trajes exagerados, não era a minha intenção irritar ninguém através do meu disfarce ou ferir os sentimentos de alguém”, dizia a mensagem do atleta do Campeonato Alemão.

Na fotografia da festa também aparecem os zagueiros Jérome Boateng e Mats Hummels; o volante Javi Martínez; o meia Leon Goretzka, o atacante Robert Lewandowski, entre outros.

E não foi só o lateral Rafinha que se envolveu no ‘Halloween polêmico’

Além da roupa do lateral Rafinha, a fantasia de Oscar Pistorius assassino causou polêmica no Halloween da Inglaterra (Reprodução)

Outra fantasia que causou desconforto nesse Dia das Bruxas foi a de Oscar Pistorius, vendida em uma loja online do Reino Unido. O campeão paraolímpico sul-africano foi condenado em 2013 pela morte da namorada Reeva Steenkamp. O ex-atleta atirou quatro vezes na modelo dentro de casa na cidade de Pretória, na África do Sul.

A fantasia era composta por uma roupa de atletismo, com uma bota que remetia as próteses de Oscar e acompanhava uma arma de brinquedo. Na loja da Jokers Masquerade, a roupa foi nomeada de ‘Blade Runner’, o apelido de Pistorius, mas utilizando a palavra ‘Gunner’ (atirador).

Leia também: Musa americana do fisiculturismo é encontrada morte em casa. Saiba mais

Apesar da polêmica da festa, o lateral Rafinha deve entrar em campo na próxima partida do Bayern de Munique, pelo Campeonato Alemão, no sábado (03) as 11h30, contra o Freiburg.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui.

Fonte: Esporte – iG

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *