Moto Club critica provocação homofóbica feita pelo rival Sampaio Corrêa

Em resposta ao Imirante.com, o presidente do clube, Natanael Júnior garante: “é dentro de campo que resolve as disputas do futebol”.

Publicação feita pelo Sampaio Corrêa é considerada homofóbica e machista por internautas. (Foto: Reprodução / Instagram)

Às vésperas do Superclássico entre Moto Club e Sampaio Corrêa, uma publicação feita na rede social oficial da equipe tricolor chamou a atenção nas redes sociais. Trocar farpas antes dos jogos é comum no esporte, principalmente no futebol, mas, apesar de tentar parecer cômico, a provocação do Tubarão – no mínimo – passou dos limites.

Procurado pelo Imirante.com , o presidente do Moto Club, Natanael Júnior lamentou profundamente as postagens nas redes sociais do Sampaio Corrêa. Para a diretoria rubro-negra, as diferenças devem ser resolvidas dentro de campo, e não com ofensas preconceituosas.

Leia na íntegra, a nota enviada pelo Moto Club, com exclusividade ao Imirante.com: 

O Moto Club de São Luís lamenta a conotação homofóbica do responsável pelas redes sociais do nosso rival. Sabemos que essa opinião preconceituosa não reflete os aproximadamente 40% da população maranhense que torce para a instituição Sampaio Corrêa.

Porém, não vamos ficar nos vitimando. Estamos focados no jogo de sábado, afinal é dentro de campo que resolve as disputas do futebol.

Aproveito para convocar a maioria da população maranhense que torce para o rubro negro da fabril para vir para o estádio, aqui abraçamos a pluralidade e defendemos o respeito as diferenças. Para finalizar, no clássico de sábado , vamos torcer em paz, o Moto como mandante da partida adotou critérios de igualdade entre as torcidas, mesmo sabendo que a nação motense tem a maior média de público nos últimos campeonatos estaduais, além disso temos certeza que o presidente da torcida tricolor, como político que era, não apoia nenhuma atitude preconceituosa e deve punir os responsáveis.

Natanael Jr – Presidente do Moto Club de São Luís.

Entenda o caso:

No fim da manhã desta quinta-feira (7), a equipe de marketing do Sampaio Corrêa fez uma postagem chamando o torcedor para comparecer ao Superclássico. Só que, para isso, o perfil oficial do Tricolor, além de trocar a cor do símbolo do adversário para rosa, fez conotações consideradas – no mínimo – homofóbicas e machistas, ao “brincar” o nome do adversário, referindo-se como “morto” e assemelhar a palavra com o pronome “delas”, ao dizer: “O mando de campo é delas”.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

VENDA DE INGRESSOS MOrTO CLUB x SAMPAIO CORRÊA as 17h no estádio castelão ********************************************** VALORES: ✅ Setor 1 (dividido*) – R$ 20 / meia R$ 10 * Sampaio: Lado B (ao lado do setor 2/3) * Mo(r)to Club: Lado A (ao lado do setor 5/6) ✅ Cadeira Coberta (misto) – R$ 40 / meia R$ 20 ********************************************** 🚫 SÓCIOS TORCEDORES DO SAMPAIO NÃO TÊM ACESSO LIVRE!!! (o mando de campo é delas) ********************************************** PONTOS DE VENDA: ********************************************** ✅ QUINTA e SEXTA (07 e 08/02) * Castelão, das 9h às 17h * Nhozinho Santos, das 9h às 17h * Luiza Variedades, horário comercial (Rua Grande, atrás do Banco do Brasil da Deodoro) * Loja do Mo(r)to Club, das 9h às 18h ********************************************** ✅ SÁBADO (09/02) * Nhozinho Santos, das 9h às 13h * Castelão, a partir das 9h até a hora do jogo ********************************************** ✅ BILHETERIAS NO DIA DO JOGO Sampaio Corrêa – lado 2/3 Mo(r)to Club – lado 5/6

Uma publicação compartilhada por Sampaio Corrêa Futebol Clube (@sampaiofcoficial) em

O resultado só poderia ser uma chuva de comentários negativos contra a atitude do Sampaio Corrêa, mas também houvesse quem concordasse com a postura tomada pelo time.

“Corretíssimo Sampaio. Esse/a moto/a é um time de torcedores boiolas. Todo motense é gay”, comentou um torcedor boliviano. “Respeitem as torcedoras de vocês!! Propaganda machista e homofóbica! Ridículo Sampaio!”, ressaltou outra torcedora. “O Instagram oficial do Sampaio fazendo piadas homofóbicas é no mínimo ridículo.”, criticou outro.

A publicação do Sampaio Corrêa foi interpretada como homofóbica e machista, ao assimilar a cor rosa modificada no símbolo do time adversário aos homossexuais e ao gênero feminino, ofendendo parte das mulheres que torcem para o Tricolor e até mesmo a comunidade LGBTQ+.

Vale ressaltar que alegações contendo intolerância, ódio, preconceito, exclusão e violência por meio da Internet, dispositivos eletrônicos e ambiente virtual é considerado crime no Brasil.

Procurada pelo Imirante.com, a diretoria do Sampaio Corrêa não se manifestou sobre o assunto até a finalização desta matéria.

O Superclássico entre Moto Club e Sampaio Corrêa ocorrerá neste sábado (7), às 17h, no Estádio Castelão, em São Luís. A partida é válida pela quarta rodada do Campeonato Maranhense.

Cores oficiais do escudo do Moto Club (Reprodução: Site Oficial do Moto Club)

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 201420152016, e 2017 com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui.

Fonte: Imirante.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *